Pedir orçamento

Pedido de Orçamento

Preencha o formulário abaixo para solicitar um orçamento gratuito. Enviaremos a nossa proposta com a maior brevidade possível.

    Nome*

    Empresa

    E-mail*

    Confirmar e-mail*

    Nº telefone

    NIF

    Serviço pretendido

    Prazo de entrega

    Mensagem (opcional)

    * Preenchimento obrigatório

    WhatsApp

    Pedir orçamento

    Pedido de Orçamento

    Preencha o formulário abaixo para solicitar um orçamento gratuito. Enviaremos a nossa proposta com a maior brevidade possível.

      Nome*

      Empresa

      E-mail*

      Confirmar e-mail*

      Nº telefone

      NIF

      Serviço pretendido

      Prazo de entrega

      Mensagem (opcional)

      * Preenchimento obrigatório

      WhatsApp

      Get a free quote

      Request Quote Form

      Fill out the form below to request a free quote. We will send you our proposal as soon as possible.

        Name*

        Company

        Email*

        Confirm email*

        Phone No

        VAT No

        Service

        Deadline

        Message

        * Mandatory fields

        WhatsApp

        Get a free quote

        Request Quote Form

        Fill out the form below to request a free quote. We will send you our proposal as soon as possible.

          Name*

          Company

          Email*

          Confirm email*

          Phone No

          VAT No

          Service

          Deadline

          Message

          * Mandatory fields

          WhatsApp

          BURNOUT

          Queimar até ao fim

          A síndrome de burnout — ou síndrome de esgotamento profissional — é uma perturbação psicológica relacionada com o stress prolongado ou crónico que se caracteriza por um estado de tensão emocional decorrente de condições de trabalho físicas, emocionais e psicológicas desgastantes, resultando na degradação progressiva e lenta da relação do indivíduo com o trabalho.

          Infelizmente, o burnout, palavra que em inglês significa “queimar até ao fim”, é cada vez mais prevalecente na nossa sociedade actual, sendo um tema alvo de debate científico e político a nível internacional e amplamente investigado no âmbito da psicologia organizacional. 🔥

          Não é surpreendente que professores, policias e profissionais de saúde se encontrem entre as profissões mais atingidas, não só pela sobrecarga horária, mas pelas condições de stress emocional que enfrentam regularmente. 👩‍🏫 👮 👩‍⚕️

          É mais comum a perturbação manifestar-se em profissões que requeiram envolvimento interpessoal directo constante ou intensivo, como é o caso das áreas da educação, saúde, assistência social, recursos humanos, estabelecimentos prisionais, bombeiros, polícias…

          Na sua génese, a síndrome está mais frequentemente ligada ao mundo do trabalho, mas também pode ser provocada por situações da vida pessoal, como a maternidade.

          Afecta ainda as mulheres — mas cada vez mais também homens — com carreiras exigentes que são simultaneamente principais cuidadores dos filhos e/ou outros familiares dependentes. É importante procurar obter um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal para evitar o burnout. 💼 🏡

          Uma pessoa que sofre de burnout encontra-se num estado de esgotamento físico e mental, sentindo-se desgastada e sobrecarregada, portanto, incapacitada para desempenhar as suas tarefas quotidianas (no trabalho, mas não só). Isto implica um mal-estar generalizado no local de trabalho, quebra de energia, perda de motivação e interesse, e até a redução da capacidade mental e cognitiva.

          Burnout não é “fraqueza”, nem tão pouco “frescura” e muito menos “moda”

          Sabia que a síndrome de burnout foi descrita pela primeira vez há quase 50 anos?

          Foi em 1974 que o psicólogo alemão radicado nos EUA, H. J. Freudenberger designou e descreveu o esgotamento dos profissionais de saúde e cuidados domiciliários, tendo posteriormente alargado a síndrome a todas as actividades profissionais na sua obra de 1980, Burn Out: The High Cost of High Achievement.

          Actualmente, a perturbação está registada na 11.ª revisão da CID (Classificação Internacional de Doenças) como um dos factores psicossociais causadores de doença em relação com o emprego e o desemprego.

          A Organização Mundial de Saúde define o burnout como “uma sensação de fadiga intensa, perda de controlo e incapacidade de alcançar resultados concretos no trabalho”.

          Causas e repercussões

          Temos focado principalmente a sobrecarga de trabalho, contudo, o burnout é multifactorial e a tensão profissional pode decorrer de:

          • tensões entre colegas ou com superiores
          • disparidades de tratamento/salários
          • elevada competitividade
          • objectivos irrealistas/pouco concretos
          • sobrecarga de tarefas
          • actividade muito intensa
          • trabalho sujeito a riscos físicos
          • alterações no horário de trabalho
          • mau ambiente geral na empresa
          • insegurança e instabilidade do emprego
          • situações de assédio e bullying
          • problemas pessoais que interferem no trabalho

          A sensação de esgotamento físico e emocional gera uma panóplia de atitudes e comportamentos negativos, entre os quais se destacam:

          • agressividade e irritabilidade
          • isolamento social
          • pessimismo
          • alterações do humor
          • dificuldade de concentração
          • lapsos de memória
          • ansiedade e depressão
          • baixa auto-estima
          • desmotivação, apatia
          • sentimento de inutilidade ou fracasso
          • perda de produtividade
          • fraco desempenho
          • absentismo

          O burnout é uma perturbação psicológica com forte impacto sobre a saúde do corpo e existem vários sintomas físicos que são manifestações concretas desta síndrome:

          • insónias/alterações do sono
          • dor de cabeça/enxaqueca
          • dores lombares/musculares
          • palpitações
          • hipertensão arterial
          • sudorese
          • crises de asma
          • distúrbios gastrointestinais
          • falta ou excesso de apetite
          • fadiga constante
          • sistema imunitário comprometido

          Diagnóstico precoce

          Os sintomas, heterogéneos e com graus de importância variados, costumam ser insidiosos e progressivos, tornando difícil o diagnóstico atempado. Esta deterioração da relação do indivíduo com o seu trabalho pode ser extremamente lenta — estamos a falar em semanas, meses ou até anos. A recuperação pode, igualmente, demorar semanas, meses ou anos.

          Além disso, é muito fácil confundir o burnout, principalmente num estádio inicial, com outras perturbações e doenças psicológicas.

          Contudo, não queremos aqui explorar o diagnóstico clínico propriamente dito, porque não nos compete.

          Queremos sim reforçar a importância de detectar precocemente os potenciais sintomas, já que essa é a chave para evitar a doença crónica e é algo que podemos fazer a nível pessoal e empresarial.

          A armadilha dos círculos viciosos

          círculo vicioso”:

          • raciocínio que pretende demonstrar a verdade de uma proposição que só pode ser demonstrada através de outra, que por sua vez é demonstrada através da primeira [Lógica].

          • conjunto de problemas, ideias ou factos, geralmente negativos, que se encadeiam num processo sem resolução e regressam ao problema, ideia ou facto inicial.

          A síndrome de burnout é consequência directa da tensão emocional da vida profissional, mas dá origem a uma dificuldade em manter as relações interpessoais com os outros, abalando profundamente as pessoas afectadas na esfera profissional e também na vida pessoal.

          O burnout apresenta várias armadilhas sob a forma de círculos viciosos que podem ser verdadeiramente difíceis de vencer.

          Falta de entusiasmo

          O stress e a frustração geram negatividade e cinismo em relação ao trabalho. Eis o primeiro círculo vicioso: não se sente motivado e não se consegue distanciar dos problemas, por isso, logo ao acordar de manhã já não tem vontade de ir para o trabalho, quanto mais permanecer lá por 8 horas. Esta aura de sacrifício acaba por se reflectir no comportamento dos seus colegas e superiores para consigo. Ao sentir-se desvalorizado e criticado, estará ainda mais vulnerável à falta de reconhecimento e ao esgotamento, o que fará com que se sinta ainda menos motivado no dia seguinte.

          Irritabilidade e mau humor

          Sente que tudo o irrita e encontra-se frequentemente de mau humor sem encontrar uma razão óbvia? As suas relações com amigos, familiares e até com a sua cara-metade sofrem com isto podendo tornar-se conflituosas. Cá estamos novamente a andar em círculos…

          Exaustão

          Está constantemente fatigado e sente que não recupera a energia mesmo quando repousa? Esta exaustão permanente fará com que se sinta sobrecarregado muito mais facilmente. E se estiver sobrecarregado com trabalho, é mais difícil descansar e realmente recuperar as forças. É mais um círculo vicioso!

          Distúrbios do sono

          Pode sofrer de insónia ou dificuldade em adormecer acabando por dormir menos do que o necessário, pode acordar a meio da noite ou acordar demasiado cedo e depois ter dificuldade em voltar a adormecer. O stress afecta a qualidade do sono e a falta de sono potencia o stress. Está a ver novamente o padrão? Sim, é como uma “pescadinha com o rabo na boca”! 🔁

          Medo e ansiedade

          Tem vindo a sentir-se ansioso e receoso. Sente ansiedade mesmo diante de situações que considerava banais no passado. Se preocupação constante e excessiva tende a permanecer mesmo depois de sairmos do local de trabalho e regressarmos a casa, sempre que pensamos em trabalho é como se fossemos imediatamente transportados para lá… As preocupações excessivas e o facto de não nos conseguirmos desligar-nos delas nem mesmo no lar, na companhia da família, aumentam os níveis de stress e ansiedade. Mais uma vez, entramos num círculo, aparentemente, sem saída.

          Mau desempenho

          Tem dificuldade em concentrar-se? Tem tendência para se esquecer de tarefas e recados importantes? Tem dificuldade em concluir os seus projectos dentro dos prazos estipulados? ⏰

          O burnout afecta a nossa capacidade de gestão do stress e quanto mais stressados estivermos, mais complicado será para nós enfrentarmos novos factores de stress. Quem inventou o círculo vicioso era realmente maléfico, não é verdade? 😈

          E tem solução?

          Claro. E, como não podia deixar de ser, concluímos este artigo com alguns conselhos práticos para ajudar os nossos leitores a evitar e combater o problema. 😊

          👉 Aprenda a gerir o stress. Hoje em dia não é difícil encontrar online algumas técnicas de relaxamento e gestão do stress. Debruce-se sobre o assunto até dominar algumas técnicas-chave. Actividade física regular e/ou exercícios de respiração também são muito úteis para ajudar a manter o equilíbrio emocional e até para controlar os sintomas, caso já sofra de algum grau de burnout. 🧘‍♀️

          👉 Escute. Quem sofre de burnout poderá estar totalmente alheado do que se passa ao seu redor e consigo próprio, não tendo noção de que poderá ter um problema. Oiça as pessoas com quem trabalha e com quem se relaciona a nível pessoal e não rejeite estas opiniões, principalmente quando mais do que uma voz se levanta. 👂 👂

          👉 Realize algumas mudanças no seu estilo de vida para prevenir ou abordar a síndrome, reduzindo o consumo de bebidas alcoólicas a fim de minimizar as crises de ansiedade e combater a depressão; não consuma drogas; evite a cafeína e os refrigerantes e adopte uma alimentação mais saudável. 🍆 🥕 🥬 🍎

          O que comemos tem um enorme impacto nos nossos níveis de energia, mas também no nosso estado de espírito:

          • evite alimentos processados, coma alimentos frescos incluindo legumes, fruta, cereais, ovos, proteínas e lacticínios magros;
          • consuma alimentos ricos em vitamina C, como citrinos, kiwis e frutos vermelhos, porque ajudam a reduzir os níveis de cortisol, diminuindo o stress;
          • o magnésio dos legumes verdes, frutos secos, sementes, vegetais e cereais integrais é essencial para a produção de energia e tem um efeito calmante.

          👉 Não use a falta de tempo como desculpa para não desfrutar de momentos de descontracção e lazer.

          👉 Avalie de que forma as suas condições de trabalho prejudicam a sua saúde física e mental, portanto, como interferem com a sua qualidade de vida em geral.

          👉 Avalie também a possibilidade de propor soluções no seu local de trabalho, relacionadas com a forma como desempenha as suas actividades diárias e com os objectivos profissionais propostos: por exemplo, faça uma lista de tarefas por ordem de prioridade e determine as que terá de fazer e as que pode delegar.

          Aprender a priorizar e a delegar é uma excelente estratégia para prevenir o esgotamento; para não se sentir frustrado e incapaz, estabeleça metas específicas e realistas; mantenha o seu perfeccionismo e orgulho profissional sob controlo.

          👉 Não se compare com os outros, conheça as suas limitações e reconheça as suas capacidades.

          👉 Aprenda a identificar e reconhecer os sinais para se proteger diante de situações stressantes. Além de escutar os outros, escute também o seu corpo a fim de reconhecer os sinais a tempo. Nunca tenha vergonha de pedir ajuda.

          👉 Descanse. Se está em risco de burnout, o trabalho é uma ou a principal fonte dos seus problemas, fazer pausas frequentes e não trazer o trabalho consigo para casa irá ajudá-lo a obter uma perspectiva mais ampla. Não abdique de fins-de-semana e férias em família e entre amigos.

          Imponha limites, não tenha receio de dizer não, abrande o ritmo quando se sentir cansado e recuse-se a fazer horas extraordinárias além do razoável.

          👉 Faça pausas regulares ao longo do dia.

          Não se deixe escravizar pelas tecnologias, desligue-se das redes sociais e e-mails, afaste-se do telefone e computador durante algum tempo todos os dias.

          Não acumule funções, delegue em tradutores profissionais como nós! Se tem conteúdos para traduzir, rever ou escrever mantenha a paz de espírito e contrate-nos para as suas necessidades de serviços de tradução profissional, serviços de revisão profissional e até mesmo serviços de copywriting!

          Conheça a nossa oferta de serviços linguísticos especializados no website e veja o que podemos fazer por si.

          Tags: burnout

          Sobre o nosso blogue

          Aqui, exploramos temas que nos são queridos e relevantes. Sérios, mas com um toque de humor e apimentados pela nossa paixão pela escrita! Conheça-nos “nos bastidores” e partilhe a sua opinião através dos comentários!

          About our blog

          This is where we explore topics that we hold dear or that are relevant. Serious, with a hint of humor and spiced up by our passion for writing! Get to know us “behind the scenes” and share your opinion in the comments section!

          Tags

          abrandar (2)acordo ortográfico (3)agência de tradução (2)AI (1)aprendizagem automática (3)artificial intelligence (1)audience (1)audiência (3)automatic translation (1)bem-estar (2)brief (4)burnout (3)CAT tools (5)challenges (1)challenges of the translator (1)computer-aided translation (1)controlo de qualidade (3)copy de marketing (3)copywriting resources (1)criatividade (3)desafios do tradutor (2)Desempenho (2)Desenvolvimento (2)Development (1)dicas (5)discurso público (3)Emotional intelligence (2)envolvimento social (2)erros de tradução (3)fear (1)ferramentas de gestão da tradução (4)freelancer (5)Freelancing (1)Gestão (2)glossários (2)human translation (1)inteligência artificial (3)Inteligência emocional (2)keywords (1)language (2)Leadership (3)legal translation (1)Liderança (2)linguagem (4)Local de trabalho (2)machine-translation (1)machine learning (1)Management (1)marketing (6)marketing copy (1)medo (3)mindfulness (4)MTPE (4)orientações pessoais (2)palavras-chave (2)Performance (1)processo criativo (4)Profissão (1)proofreader (1)public speech (1)quality control (1)recursos de copywriting (2)remote working (1)resources (1)revisor (2)ritmo de vida (2)SEO (2)serviços de tradução (3)slow living (2)social engagement (3)sworn translation (1)teamwork (3)tecnologias de tradução (4)terminologia (2)tips (2)trabalho de equipa (2)tradutores profissionais (3)tradução assistida por computador (2)tradução automática (2)tradução juramentada (2)tradução jurídica (2)tradução técnica (2)translation agency (1)translation errors (1)translation management tools (1)translation services (1)translation technologies (1)wellness (3)Workplace (2)

          1 Comment

          1. ForLife

            Olá, ótimo conteúdo! Gostaria de parabenizar por contribuírem a área de saúde no Brasil. Nos temos muito a agregar se vocês estiverem interessados em aprender mais sobre a saúde! Abraços

            Reply

          Submit a Comment

          O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

          Gostou deste artigo?
          Inscreva-se na nossa newsletter

          Receba informações sobre as ofertas e novidades que temos para si, e fique a par da publicação de novos artigos de interesse no nosso blogue.

            Did you like the article? Subscribe to our newsletter

            Receive information about the offers and news we have for you and keep up-to-date with new blog publications that suit your interests.

              Leia mais

              Leia mais

              Inteligência Social: como dominar a arte das ligações humanas

              Inteligência Social: como dominar a arte das ligações humanas

              As pessoas com uma IS elevada costumam ser curiosas e ter uma mente aberta em relação aos pensamentos, sentimentos e experiências dos outros. Normalmente, mostram interesse e apreço genuínos pelas outras pessoas. Escutam activa e atentamente e sabem expressar as suas próprias emoções de forma adequada e respeitosa. Podem ser peritos em ajustar o seu estilo de comunicação e comportamento para se adequarem a diferentes situações.

              read more
              Afinal, o que é mindfulness?

              Afinal, o que é mindfulness?

              Ao contrário do que possa pensar, mindfulness não significa ter uma mente completamente limpa durante as 24 horas do dia, todos os dias da semana — não se pretende atingir um estado de ascese, não somos monges. Qualquer pessoa pode praticar mindfulness em qualquer altura e na medida que pretender.

              read more

              Read more

              Read more

              Inteligência Social: como dominar a arte das ligações humanas

              Inteligência Social: como dominar a arte das ligações humanas

              As pessoas com uma IS elevada costumam ser curiosas e ter uma mente aberta em relação aos pensamentos, sentimentos e experiências dos outros. Normalmente, mostram interesse e apreço genuínos pelas outras pessoas. Escutam activa e atentamente e sabem expressar as suas próprias emoções de forma adequada e respeitosa. Podem ser peritos em ajustar o seu estilo de comunicação e comportamento para se adequarem a diferentes situações.

              read more
              Afinal, o que é mindfulness?

              Afinal, o que é mindfulness?

              Ao contrário do que possa pensar, mindfulness não significa ter uma mente completamente limpa durante as 24 horas do dia, todos os dias da semana — não se pretende atingir um estado de ascese, não somos monges. Qualquer pessoa pode praticar mindfulness em qualquer altura e na medida que pretender.

              read more

              Pin It on Pinterest

              Share This