SEO e a tradução de palavras-chave

De uma forma muito simples, SEO significa“search engine optimization” (optimização do motor de busca) e é exactamente isso que faz: optimiza o posicionamento das páginas web nos resultados de pesquisa. 📈

Esta “optimização” é obtida através de um conjunto de práticas destinadas a melhorar a forma como o seu site aparece nos resultados da pesquisa orgânica, ajudando os motores de busca a compreender, classificar e apresentar os seus conteúdos.

É precisamente porque permite alcançar uma classificação mais elevada para as suas páginas nos resultados de pesquisa que a SEO acabará por lhe permitir melhorar a visibilidade do seu site quando os consumidores pesquisam por serviços ou produtos nos motores de busca. 🛍️

Como funciona um motor de busca?

Vamos começar pelo princípio! Um motor de busca é um sistema de software criado nos anos 90 (sim!) concebido para ajudar os utilizadores a encontrar informações armazenadas na Internet num piscar de olhos! Nos nossos dias, já todos sabemos como procurar informação na Internet — por meio de palavras-chave. 🔍

Tomemos o Google como exemplo. O Google é o mais utilizado de todos os motores de busca. Na verdade, muitas pessoas conhecem apenas o Google, mas há muitos outros, como o Yahoo!, o Bing, o DuckDuckGo e o Excite.

O Google é um sistema totalmente automatizado que obtém informação de várias fontes, como páginas web, conteúdos enviados pelos utilizadores, livros digitalizados, bases de dados públicas, etc. Começa por fazer corresponder as palavras introduzidas pelos utilizadores a um índice e, posteriormente, apresenta os conteúdos nas páginas de resultados.

Quando uma página é encontrada, o Google tentará compreender qual o tema da página, analisando os respectivos conteúdos, catalogando eventuais imagens, etc. — a isto chamamos indexação.

E como funciona a SEO?

Os motores de busca também utilizam crawlers. Os crawlers são também conhecidos como bots ou spiders — certamente já terá ouvido falar nestes dois! Os crawlers são utilizados para recolher informação sobre o conteúdo das páginas web que encontram na Internet. Também seguem ligações internas dentro das páginas e ligações externas para outros sites!

Com base nos conteúdos dessas ligações internas e externas, os crawlers compreendem qual o objectivo de cada página e como se interliga às outras páginas que são armazenadas na imensa base de dados do Google. Isto é conhecido como indexação, já mencionada anteriormente.

Um utilizador irá então digitar algo na caixa de pesquisa e o Google irá utilizar algoritmos matemáticos para extrair uma lista de resultados relevantes para as palavras introduzidas. Os algoritmos não são estanques, mudam continuamente e evoluem consoante os progressos da aprendizagem automática.

A estes resultados chamamos resultados orgânicos. Os resultados podem ser imagens, vídeos, ou texto, incluindo notícias ou artigos de opinião, páginas de negócios e muitos outros tipos de conteúdos.

Estes conteúdos serão organizados pelo Google em conformidade com a sua relevância. A esta organização chamamos ranking. 🔝

Os motores de busca apresentarão 10 resultados por página.

As páginas classificadas em primeiro lugar na lista de resultados serão visíveis aos utilizadores, que tendem da abrir apenas os resultados no topo da lista quando pesquisam. Assim, um site receberá mais visitantes se for classificado mais perto do topo pelo motor de busca. A fim de aproximarem dos melhores classificados e ganhar visibilidade, os proprietários do site devem usar as palavras-chave que lhes garantam melhores classificações.

Por exemplo, no caso de um blogue, a sua melhor hipótese é encontrar palavras-chave de nicho (mas relevantes para os seus tópicos).

A SEO não é não é uma solução universal. Nem todos os sites de venda de produtos ou serviços irão beneficiar de SEO. Para muitos, a receita publicitária será a melhor opção.

Então, como se traduzem as palavras-chave?

Bom, ninguém o impede de fazer como habitualmente, se for isso que o cliente pede. Mas, para os melhores resultados, as palavras-chave requerem uma abordagem especial!

Uma tradução SEO profissional é muito mais do que traduzir as palavras literalmente. Os motores de busca funcionam numa base local — com palavras-chave que são relevantes localmente! Como tal, um tradutor com competências de SEO sabe que deve considerar as especificidades culturais do mercado-alvo local.

Sabia que pessoas de diferentes países têm hábitos de busca distintos?

Imagine que tem uma loja de pastelaria online. Os utilizadores do Reino Unido procurarão por doughnuts, enquanto os utilizadores dos EUA procurarão por donuts. 🍩 🍩

Os tradutores devem realizar uma pesquisa baseada no idioma, no país e no mercado local, e só depois utilizar os conhecimentos obtidos para a tradução propriamente dita.

Seria fantástico começar por compreender um pouco do que discutimos acima: como funcionam os motores de busca, o que é a SEO e qual é o objectivo de uma estratégia de SEO, etc.

As palavras-chave bem traduzidas são aquilo que ajudará o proprietário de um site a aceder aos mercados internacionais, portanto, uma tradução palavra por palavra não é suficiente.

As palavras-chave devem ser localizadas, ou mesmo transcriadas. As palavras-chave localizadas ou transcriadas serão muito mais eficazes em termos de aumento de tráfego. 🆒

Se quiser saber mais sobre estes e outros serviços que oferecemos, consulte o nosso site!

 

Sobre o nosso blogue

Aqui, exploramos temas que nos são queridos e relevantes. Sérios, mas com um toque de humor e apimentados pela nossa paixão pela escrita! Conheça-nos “nos bastidores” e partilhe a sua opinião através dos comentários!

About our blog

This is where we explore topics that we hold dear or that are relevant. Serious, with a hint of humor and spiced up by our passion for writing! Get to know us “behind the scenes” and share your opinion in the comments section!

Categorias

0 Comments

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Leia mais

Leia mais

A pós-edição é uma competência relevante?

A pós-edição é uma competência relevante?

No passado, muitas vezes era mais fácil trabalhar directamente a partir do texto original e traduzir de raiz do que editar posteriormente o conteúdo gerado, normalmente de má qualidade. Porém, os avanços na tradução automática — impulsionados principalmente pelo facto de o texto pós-editado poder ser alimentado aos motores de tradução para aprendizagem — permitem agora um resultado de maior qualidade, e isto tem vindo a aumentar a procura deste serviço.

read more
Considerações sobre a Língua Portuguesa e o Acordo Ortográfico

Considerações sobre a Língua Portuguesa e o Acordo Ortográfico

O português é uma língua latina, sim, mas apenas porque deriva, juntamente com outras influências, e tal como vários outros idiomas (o castelhano, o francês, o italiano, etc.) do Latim — uma língua morta, difundida pelo antigo Império Romano, nos tempos em que o povo romano e o povo grego eram o auge da civilização, e consideravam todos os outros povos meros “bárbaros”.

read more

Read more

Read more

A pós-edição é uma competência relevante?

A pós-edição é uma competência relevante?

No passado, muitas vezes era mais fácil trabalhar directamente a partir do texto original e traduzir de raiz do que editar posteriormente o conteúdo gerado, normalmente de má qualidade. Porém, os avanços na tradução automática — impulsionados principalmente pelo facto de o texto pós-editado poder ser alimentado aos motores de tradução para aprendizagem — permitem agora um resultado de maior qualidade, e isto tem vindo a aumentar a procura deste serviço.

read more
Considerações sobre a Língua Portuguesa e o Acordo Ortográfico

Considerações sobre a Língua Portuguesa e o Acordo Ortográfico

O português é uma língua latina, sim, mas apenas porque deriva, juntamente com outras influências, e tal como vários outros idiomas (o castelhano, o francês, o italiano, etc.) do Latim — uma língua morta, difundida pelo antigo Império Romano, nos tempos em que o povo romano e o povo grego eram o auge da civilização, e consideravam todos os outros povos meros “bárbaros”.

read more

Pin It on Pinterest

Share This