Pedir orçamento

Pedido de Orçamento

Preencha o formulário abaixo para solicitar um orçamento gratuito. Enviaremos a nossa proposta com a maior brevidade possível.

    Nome*

    Empresa

    E-mail*

    Confirmar e-mail*

    Nº telefone

    NIF

    Serviço pretendido

    Prazo de entrega

    Mensagem (opcional)

    * Preenchimento obrigatório

    WhatsApp

    Pedir orçamento

    Pedido de Orçamento

    Preencha o formulário abaixo para solicitar um orçamento gratuito. Enviaremos a nossa proposta com a maior brevidade possível.

      Nome*

      Empresa

      E-mail*

      Confirmar e-mail*

      Nº telefone

      NIF

      Serviço pretendido

      Prazo de entrega

      Mensagem (opcional)

      * Preenchimento obrigatório

      WhatsApp

      Get a free quote

      Request Quote Form

      Fill out the form below to request a free quote. We will send you our proposal as soon as possible.

        Name*

        Company

        Email*

        Confirm email*

        Phone No

        VAT No

        Service

        Deadline

        Message

        * Mandatory fields

        WhatsApp

        Get a free quote

        Request Quote Form

        Fill out the form below to request a free quote. We will send you our proposal as soon as possible.

          Name*

          Company

          Email*

          Confirm email*

          Phone No

          VAT No

          Service

          Deadline

          Message

          * Mandatory fields

          WhatsApp

          Ikigai: o segredo dos japoneses para uma vida feliz e significativa

          Alguma vez se questionou sobre o que o faz levantar da cama todas as manhãs? O que o motiva a viver e apreciar cada dia?

          Se a resposta é sim, talvez esteja interessado em saber mais sobre ikigai!

          Ikigai é um conceito japonês que o pode ajudar a encontrar o seu propósito na vida e a felicidade.

          A palavra resulta da combinação de dois caracteres japoneses:

          iki (vida) + gai (valor).

          Assim, ikigai é o valor da vida, ou seja, a razão de viver. De facto, é a própria resposta à pergunta: “Qual é a nossa razão de ser?”

          Segundo os japoneses, todos temos um ikigai, ou seja, um propósito e um sentido para as nossas vidas, mas nem todos o encontrámos – ainda.

          Encontrar o seu ikigai requer introspecção e questionamento profundos e, muitas vezes, contínuos. Trata-se de questionar as suas paixões, os seus talentos, os seus valores e os seus objectivos. Não se trata de algo que possamos definir ou explicar facilmente, mas sim algo que temos de sentir e experimentar.

          O ikigai não é tão simples como encontrar um emprego, um hobby ou uma paixão. É algo que engloba todos estes aspectos, mas também vai para além deles.

          É o que nos faz felizes, mas também o que nos torna úteis e participativos na sociedade. É o que nos dá satisfação, mas também o que nos desafia e ajuda a crescer. É o que faz com que a nossa vida valha a pena, mas também o que nos torna humildes e gratos.

          O Ikigai é frequentemente representado por um diagrama de quatro círculos sobrepostos, cada um representando um dos seguintes elementos:

          • O que gostamos: a nossa paixão, o que nos entusiasma e alegra.
          • Aquilo que fazemos bem: a nossa competência, aquilo em que temos talento e experiência.
          • O que o mundo precisa: a nossa missão, o que faz a diferença e tem impacto positivo.
          • Aquilo por que podemos ser pagos: a nossa profissão, aquilo que nos dá rendimento e segurança.

          De acordo com as correntes ocidentais, o nosso ikigai encontrar-se-ia na intersecção destes quatro elementos, onde podemos encontrar harmonia e equilíbrio entre eles.

          No entanto, encontrar o seu ikigai não é um acontecimento único, é um processo contínuo de exploração e descoberta. O seu ikigai pode mudar ao longo do tempo, à medida que cresce, aprende e experimenta coisas novas. Também pode ser influenciado pelo seu contexto, a sua cultura e o seu ambiente.

          O ikigai no ocidente

          O conceito de ikigai ganhou popularidade no mundo ocidental nos últimos anos graças a vários livros e artigos que o apresentaram a um público mais vasto.

          Eis alguns exemplos que pode considerar ler (em inglês):

          Importa dizer que esta interpretação ocidental do ikigai — a noção de que existem quatro elementos que devem ser preenchidos para alcançar o ikigai — não capta totalmente o que este conceito significa realmente na filosofia japonesa.

          A interpretação que tem sido difundida por milhões de pessoas no ocidente é que só se pode atingir o propósito e a verdadeira felicidade satisfazendo todas as quatro condições. Porém, o ikigai para os japoneses é um conceito complexo, de procura e desenvolvimento contínuos, que vamos moldando à medida que vivemos a vida e envelhecemos. Não é algo estanque que se possa ensinar a partir de um diagrama.

          O conceito japonês está mais ligado com o entendimento de que a soma das pequenas felicidades do dia-a-dia, de viver o momento presente e tudo o que não podemos controlar — e de encontrarmos nisto a auto-realização — conduzem a uma vida mais gratificante.

          É mais um estado de alma, de introspecção, aceitação e serenidade, do que uma fórmula para o sucesso profissional.

          Além disso, para os japoneses, a componente externa do “mundo” no diagrama não se prende com o que o mundo precisa de nós e sim com os papéis que desempenhamos na nossa comunidade, com a família, com os amigos, colegas, etc.

          No entanto, é indiscutível que esta versão adaptada ou equivocada do ikigai tem dado motivação e propósito a milhões de pessoas neste lado do mundo.

          Muitos livros contemporâneos têm mostrado como o ikigai pode inspirar e guiar as pessoas na procura do seu próprio objectivo e felicidade na vida, partilhando alguns dos segredos e práticas do povo de Okinawa.

          Okinawa é um grupo de ilhas no sul do Japão que alberga algumas das pessoas com maior longevidade e índices de felicidade do mundo.

          Fique connosco por mais alguns minutos e teremos todo o gosto em partilhar consigo alguns destes segredos e práticas:

          • Fazer uma dieta equilibrada e saudável, rica em legumes, frutas, cereais e peixe.
          • Praticar uma actividade física moderada e regular, como caminhadas, jardinagem ou artes marciais.
          • Ter uma rede social forte, composta por familiares, amigos e membros da comunidade.
          • Envolver-se na aprendizagem ao longo da vida, fomentando a curiosidade e a criatividade, como ler, escrever ou tocar música.
          • Ter uma atitude positiva e optimista, aceitar a mudança e ultrapassar os desafios.
          • Viver no momento presente, estar atento e grato, e desfrutar dos prazeres simples da vida.

          Porque precisamos de um propósito para sermos felizes?

          Encontrar e viver o ikigai pode ter muitos benefícios para o bem-estar, felicidade e saúde, porque ter um sentido de propósito na vida pode:

          • Aumentar a satisfação com a vida, a auto-estima e a felicidade
          • Reduzir o stress, a ansiedade e a depressão
          • Melhorar a função cognitiva, a memória e a criatividade

          Ter um sentido de propósito na vida também pode ajudar-nos a lidar com os inevitáveis desafios, dificuldades e perdas que teremos de enfrentar ao longo do caminho.
          .
          Pode dar-nos um sentido de orientação, significado e esperança, e motivar-nos a ultrapassar obstáculos e a perseguir as nossa metas.

          Também pode ajudar-nos a conectarmo-nos com o nosso âmago, com os outros e com algo maior do que nós, quer seja uma causa, uma crença ou um poder superior.

          Mas, como diz o ditado japonês, a felicidade de um comerciante depende do acaso, dos ventos e das ondas, por isso não confunda propósito com controlo — não se trata de procurar controlo.

          Encontrar o seu ikigai também o ajudará a lidar com os desafios e mudanças imprevisíveis que a vida lhe traz.

          O ikigai consiste em encontrarmos o equilíbrio entre a paixão, a competência e o dinheiro, e é esse equilíbrio nos permite viver com a sensação de que, apesar de tudo o que não podemos controlar, vale a pena continuarmos vivos.

          Tal como se costuma dizer sobre a felicidade, o ikigai tem que ver com a viagem e não com o destino. Cabe-lhe a si descobri-lo e persegui-lo. Lembre-se de que, acima de tudo, é um processo pessoal e contínuo, que requer paciência, curiosidade e dedicação. Boa sorte na sua jornada! 😊

          Na Verbarium, o tão necessário equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é valorizado e procurado. Esforçamo-nos por manter as nossas capacidades bem afinadas, não descurando o descanso nem o tempo para a família, hobbies e interesses, por forma a estarmos sempre aptas a oferecer-lhe os nossos melhores serviços profissionais de tradução e revisão.

          Consulte o nosso portefólio de serviços hoje mesmo!

          Tags: ikigai

          Sobre o nosso blogue

          Aqui, exploramos temas que nos são queridos e relevantes. Sérios, mas com um toque de humor e apimentados pela nossa paixão pela escrita! Conheça-nos “nos bastidores” e partilhe a sua opinião através dos comentários!

          About our blog

          This is where we explore topics that we hold dear or that are relevant. Serious, with a hint of humor and spiced up by our passion for writing! Get to know us “behind the scenes” and share your opinion in the comments section!

          Tags

          abrandar (2)acordo ortográfico (3)agência de tradução (2)AI (2)aprendizagem automática (3)artificial intelligence (1)Assertividade (1)audience (1)audiência (3)auto-cuidado (1)automatic translation (1)bem-estar (2)brief (4)burnout (3)CAT tools (5)challenges (1)challenges of the translator (1)computer-aided translation (1)controlo de qualidade (3)copy de marketing (3)copywriting resources (1)criatividade (3)desafios do tradutor (2)Desempenho (2)Desenvolvimento (2)Development (1)dicas (5)discurso público (3)Emotional intelligence (2)envolvimento social (2)erros de tradução (3)fear (1)ferramentas de gestão da tradução (4)freelancer (5)Freelancing (1)Gestão (2)glossários (2)human translation (1)ikigai (2)inteligência artificial (3)Inteligência emocional (2)keywords (1)language (2)Leadership (3)legal translation (1)Liderança (2)linguagem (4)Local de trabalho (2)machine-translation (2)machine learning (1)Management (1)marketing (7)marketing copy (1)medo (3)mindfulness (4)MTPE (4)orientações pessoais (2)palavras-chave (2)Performance (1)processo criativo (4)Profissão (1)proofreader (1)public speech (1)quality control (1)recursos de copywriting (2)remote working (1)resources (1)revisor (2)ritmo de vida (2)SEO (2)serviços de tradução (3)slow living (2)social engagement (3)sworn translation (1)teamwork (3)tecnologias de tradução (4)terminologia (2)tips (2)trabalho de equipa (2)tradutores profissionais (3)tradução assistida por computador (2)tradução automática (2)tradução juramentada (2)tradução jurídica (2)tradução técnica (2)translation agency (1)translation errors (1)translation management tools (1)translation services (1)translation technologies (1)wellness (3)Workplace (2)

          0 Comments

          Submit a Comment

          O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

          Gostou deste artigo?
          Inscreva-se na nossa newsletter

          Receba informações sobre as ofertas e novidades que temos para si, e fique a par da publicação de novos artigos de interesse no nosso blogue.

            Did you like the article? Subscribe to our newsletter

            Receive information about the offers and news we have for you and keep up-to-date with new blog publications that suit your interests.

              Leia mais

              Leia mais

              Porque dizer “não” é positivo

              Porque dizer “não” é positivo

              Claro que dizer não nem sempre é fácil ou confortável. Pode ser desafiante e incómodo, especialmente se não estivermos habituados a fazê-lo ou se enfrentarmos resistência ou pressão por parte dos outros. Mas também não é impossível nem rude. É possível dizer não de uma forma educada e respeitosa, sem magoar ou ofender ninguém.

              read more
              Inteligência Social: como dominar a arte das ligações humanas

              Inteligência Social: como dominar a arte das ligações humanas

              As pessoas com uma IS elevada costumam ser curiosas e ter uma mente aberta em relação aos pensamentos, sentimentos e experiências dos outros. Normalmente, mostram interesse e apreço genuínos pelas outras pessoas. Escutam activa e atentamente e sabem expressar as suas próprias emoções de forma adequada e respeitosa. Podem ser peritos em ajustar o seu estilo de comunicação e comportamento para se adequarem a diferentes situações.

              read more

              Read more

              Read more

              Porque dizer “não” é positivo

              Porque dizer “não” é positivo

              Claro que dizer não nem sempre é fácil ou confortável. Pode ser desafiante e incómodo, especialmente se não estivermos habituados a fazê-lo ou se enfrentarmos resistência ou pressão por parte dos outros. Mas também não é impossível nem rude. É possível dizer não de uma forma educada e respeitosa, sem magoar ou ofender ninguém.

              read more
              Inteligência Social: como dominar a arte das ligações humanas

              Inteligência Social: como dominar a arte das ligações humanas

              As pessoas com uma IS elevada costumam ser curiosas e ter uma mente aberta em relação aos pensamentos, sentimentos e experiências dos outros. Normalmente, mostram interesse e apreço genuínos pelas outras pessoas. Escutam activa e atentamente e sabem expressar as suas próprias emoções de forma adequada e respeitosa. Podem ser peritos em ajustar o seu estilo de comunicação e comportamento para se adequarem a diferentes situações.

              read more

              Pin It on Pinterest

              Share This